looks Afro

Jornada: Natural Hair

Minhas queridas Afro Vaidosas, como já havia mencionado, resolvi embarcar nessa viagem de voltar ao meu cabelo natural, não mais quimicos para alisar, não mais queimaduras; sim ao que é meu, aquilo com que nasci. Muito bonito de se falar, muito dificil de se fazer, muito mais para aquelas que, como eu, alisam o cabelo desde da adolescência (longos anos atrás, não precisamos revelar idades por aqui).
Quero levar-vos comigo nessa viagem, quero que se juntem a mim, quer como manas do natural fazendo o mesmo, quer como espectadoras que me acompanham pelas diferentes fases e transmitam o vosso apoio. Vou postar as diferentes etapas, a minha felicidade, a minha fustração, as minhas surpresas e seja o que mais vier.

Reflecção para as potenciais naturais:

1. Porque querem se tornar naturais, qual a verdadeira razão e será ela forte o suficiente?

2. Fazer o BC (big chop/cut: cortar totalmente o cabelo desfrisado para deixar crescer o natural) ou fazer a Transição (utilizar por algum tempo estilos protectivos como tranças, tissagens, bantu knots, etc., para deixar crescer o cabelo natural mas conservando o comprimento mantendo a parte desfrisada)?  

3. Pesquisar, pesquisar e pesquisar, sobre estilos, produtos, cuidados a ter e muito mais.

É uma jornada, como vos disse, e vou faze-la aqui, em conjunto convosco. Em breve farei o post sobre em que fase estou e como tem resultado ou não. Wish me luck. xoxo manas.
Afro Vaidosa Djamila

Look do dia: Flower print 2

Dando seguimento ao post da Afro V. Naisy, heis a minha versão do uso do floral, no meu caso, numa saia abaixo do joelho. Conjuguei com um top preto para suavisar um pouco o look ja cheio de cores.

  

Saia Bazar Wheaton / Top H&M / Sandalia TopShop / Bolsa Blanco / Cinto Zara / Pulseiras Forever21

Tranças em tranças

Olá minhas Vaidosas, como prometido heis mais um hairstyle que podemos fazer com as nossas ricas tranças. Para vos ser sincera, eu acho que podemos fazer quase todos os estilos que faziamos com o nosso próprio cabelo desfrizado ou natural, basta um pouco de imaginação. 
Eh voilá, a minha trança em tranças, de inspiração grega (é o que está a dar entre as senhoritas de Hollywood, se elas podem eu também posso, haja auto-estima, ahahahahahah). 
Que tal Vaidosas, querem experimentar?

                                                      
                                                      
P.s. As tranças devem ser de tamanho médio para serem flexíveis o suficiente para os diversos penteados, se forem muito grossas tornam-se pesadas e pouco maleáveis, e muito finas não convém porque podem partir muito o teu próprio cabelo. 

Look do dia: Pastel, pastel, pastel

Hoje está um lindo dia de sol, chegou a primaveraaaaaa, se veio cedo ou não, nem quero saber, viva o calor, que falta me fazia….
O look que resolvi postar hoje é pouco formal contudo elegante para o office. Não sou grande fã de fatos, vao ver que gosto de misturar e variar. Estas calças da Primark são superrrr confortáveis, leves e vestem com quase tudo. Aqui fiz par com uma blusa mega feminina com babadinhos no ombro, para dar uma estrutura ao look coloquei este casaquinho manga 3/4 com o estampado etnico que tem sido destaque para essa primavera. Todo o look é em tons pastel, mais uma tendencia de primavera 2012. 

Vaidosas espero que gostem, comentem, partilhem e celebrem o calorrrr. xoxo

Casaco Filene’s Basement / Blusa H&M / Calça Primark / Sapatos Lulu shoes / Cinto Zara

Momento African street fashion

Em quase todas as colecções de moda, criadores apresentam estampados de cores vibrantes, tecidos decorados e ornamentados e mesmo acessórios com uma clara influência africana mas sempre sujeitos às regras das tendências internacionais. A moda Africana ainda não se afirmou de forma sólida nos terrenos internacionais e mesmo com o crescente shows de moda e já alguma cobertura pelos os media em países como áfrica do sul e mais perto de nós Angola, entre outros países…. os africanos residentes nos respectivos países ainda não estão atentos e sensibilizados para a moda local. Contudo esta realidade de forma lenta, tem-se vindo a alterar e muitos são os estilistas africanos que apresentam suas colecções em shows de moda na Europa, Estados Unidos.
Mas enquanto as coisas são mais demoradas entre os gurus de moda, entre as “pessoas reais”, a moda de rua africana esta muito bem patente em qualquer cidade cool e ainda bem que assim é , porque é muito porreiro e inspirador ver que a moda africana de rua esta bem viva e de muito boa saúde.
Um bem-haja para estes jovens afros que só fazem bem aos nossos olhos e ao nosso orgulho.
p.s.: Alguns nomes de designers africanos que fazem elevar a moda Africana: Qétura; Samanta´s Muse; Clive Rundle; Lunar; Hermanna Rush; Tony Mesre, Miss Scarlett…etc

Foto: Reprodução
Montagem: Yanira Tiny